Follow by Email

terça-feira, 7 de outubro de 2014


DESABAFITOS DO MEIO DA SEMANA
Do outro lado da Barricada em Ferragudo, com o DUO SAX “

Sempre que posso e que tal se justifique, adoro deambular por aí para perceber como vai o Mundo da música executado por outros colegas, ou seja ficar incógnito no outro lado da barricada (entenda-se palco).
Ontem dia 2 de Setembro, fui com a Zé, a Li, a Sónia e o Ruben até á vila de Ferragudo de tão boa memória para os Companhia Limitada, para assistir à performance do DUO SAX composto pela LARA & BRUNO, dois jovens de 15 anos que tem estado em evidência neste Verão executando covers de qualidade com os seus instrumentos preferidos os Saxofones.
Movia-me a curiosidade de como é que eles tão novinhos tinham conseguido estar num certame tão famoso como é a Fatacil. Antes que o leitor possa pensar “cunhas já se vê” e meu amigo, quem não as tem está lixado, o que é facto é que o que vi lavou-me a alma, tanto que eramos para ficar um bocadinho mas ficamos até ao fim.
O que vi foram 2 jovens que dominam na perfeição os instrumentos que utilizam, são alunos do conservatório e tenho a certeza que devem de ser dos melhores exemplos que por lá deve de haver.
Impressionou-me o facto de eles tocarem sempre atentos à partitura, eu que há muitos anos me “deixei disso” por inerência do percurso que escolhi, a não ser quando seja estritamente necessário, fiquei agradavelmente surpreendido porque não sentia a sonoridade de quem está a ler uma pauta e não tem vida própria, ou seja se por um lado leem de “carreirinha” o que por si só já é de respeitar, por outro a sonoridade era solta como se fosse natural com fraseados bem delineados por quem sente o feeeling da música. Não se limitam só a tocar o que lá está e ficar assim um bocado pro automatizado… Bem tentar explicar isto melhor estava aqui uma boa parte do texto… em suma vê-se e ouve-se perfeitamente que apesar de serem muito jovens, e ainda terem muito pouco tempo de trabalharem juntos, ali há “sumo” de alta qualidade.
Para ajudar tanto a Lara como o Bruno tem uma figura bonita como se quer, já que a vista é a primeira coisa a comprar, vestidos como jovens que são sem ser preciso sessões de strip barato para chamar a atenção, encantavam-nos pela sua postura, A Lara sempre com um sorriso rasgado e o Bruno mais compenetrado lá foram desfilando um repertório cuidado onde há um pouco de tudo, sem muitas conversas, nem atropelos, entreajudando-se no virar da pauta, muito compenetrados a mostrar um profissionalismo que me encheu as medidas.
Normalmente o tipo de sax alto que usam se não for bem tocado pode até estar afinado mas tende a ficar estridente é diferente da sonoridade do Tenor, mas nada disso aconteceu o som era doce e os dois á altura um do outro. Nota-se que o Bruno é um pouco mais arrojado, adorei quando ele passa para o contralto e dá uma de Kenny G de uma forma imaculada, mas a Lara quando teve de mostrar o que vale a solo não deixou os seus créditos por mãos alheias e sem bochechas como muitos saxofonistas fazem (não que isso tenha algum mal) mostraram uma técnica de embocadura que não me passou despercebida. Os seus professores devem de se sentir orgulhosos pelo investimento feito nestes dois jovens.
Uma palavra de apreço para os progenitores que com um sorriso rasgado de orelha a orelha e com razão para tal, faziam metade da festa com palmas de apoio.
È bom! È muito bom ver os Pais destes talentosos musicos continuarem com os pés bem assentes no chão, serem humildes ao ponto de perceberem que há ainda um caminho longo a percorrer, embora na minha opinião mais tarde ou mais cedo, o céu seja o limite.
Outra “coisa” que me agradou e que temos (Companhia Limitada) sentido na pele!
O respeito que os turistas estrangeiros mostram pelos músicos Portugueses de quem gostam.
A Rua 25 de Abril onde eles atuavam, é uma rua pequena e estreita, metade do pequeno palanque ocupava a rua no sentido da largura, “os transeuntes na maioria estrangeiros” vinham de ambos os lados da rua e eram surpreendidos com o facto de terem que passar por uma nesga entre a parede e o palanque, ninguém passava á frente dos músicos, no mínimo esperavam que a música acabasse, aplaudiam e seguiam o seu caminho, ou ficavam por ali a apreciar… Lembrei-me que nós Portugueses também somos assim, (sorriso amarelo)… é claro que não há regra sem execepcção.
Resumindo, Sábado os DUO SAX vão estar na Casa Grande de Ferragudo (Bar) onde este Verão assinámos 4 noites memoráveis de casas cheias com animação ao mais alto nível, como estamos a aproveitar uns dias de descanso em muitos meses um Sábado livre, estamos a contar ir até lá para agora sentados numa mesa do outro lado da barricada, enquanto a Sónia a Li e O Ruben emborcam umas caipirinhas, “eu não “ alguém tem de conduzir de volta né? Vou voltar a apreciar A Lara e o Bruno mas vou munido de um bloco de apontamentos para tomar umas notas sobre o repertório que usam porque já lhes manifestei o prazer que teríamos em fazermos uma noite especial com os Companhia Limitada e o Duo Sax algures num palco perto de si.  
Quanto aos DUO SAX se eles souberem gerir as emoções e os deslizes próprios do seu crescimento quer como músicos, quer como seres humanos, se perceberem que a união faz a força desde que puxem os dois para o mesmo lado, se os pais conseguirem estar á altura de saberem que nem tudo o que luz é ouro e irem atrás de promessas que não passam de quimeras, eu do alto dos meus 46 anos de carreira, 17 dos quais ao serviço dos Companhia Limitada onde tenho trabalhado a 100% com jovens, vaticino que em breve, só espero que não seja breve demais, Ferragudo, quiçá o Algarve para começar e Portugal posteriormente serão lugares demasiado pequenos para os DUO SAX.    
Lara e Bruno tudo de bom para vocês, ontem lavaram-me a alma e acreditem que todos nós que lá estivemos aprendemos mais alguma coisa para melhorarmos também as nossas performances. È com muito orgulho que vos temos na nossa Guest List de jovens de classe superior.
Tudo de bom para vocês e obrigado por existirem…
Ps: Soube também que o Luís Alberto foi o vosso padrinho de batismo lolll… Aqui por  Ferragudo e pelo o Algarve também foi o nosso curioso não? Pois! Sem concursos ou castings da treta, este senhor é que é  um autêntico caça talentos pelos vistos….
Tá dito? Tá feito!...


Sem comentários:

Enviar um comentário